Vendas de caminhões acusam alta de 12% no semestre

Desempenho mostra boa recuperação do setor, ao lado dos implementos rodoviários. Já os licenciamentos de ônibus acusaram queda de 15% no período.

venda de caminhões

O mercado brasileiro de caminhões encerrou os seis primeiros meses do ano evidenciando uma evolução de 10,20% no volume de licenciamentos, na comparação com o primeiro semestre do ano passado. Os emplacamentos somaram 9.359 unidades no período, segundo a Fenabrave que representa os distribuidores de veículos, com base nos dados do Renavam.

Panorama bem diferente marcou o mercado de chassis para ônibus, que acusou uma retração de 15,40% no semestre, como resultado do emplacamento de 11.336 unidades, frente às 13.399 plataformas emplacadas em igual período de 2023.

Os implementos rodoviários, por sua vez, mostraram desempenho positivo, com 44.683 unidades licenciadas de janeiro a junho; alta de 6,07% em relação aos 42.126 produtos do ano passado.

Necessidade de renovação

Marcelo Franciulli, diretor executivo da Fenabrave, atribui o bom desempenho do mercado de caminhões ao fim dos estoques de veículos Euro 5 e a necessidade de renovação das frotas das empresas. “As mudanças que regem o financiamento de veículos, em relação à retomada do bem por falta de pagamento, também devem repercutir positivamente na oferta de crédito para a compra de veículos, incluindo caminhões e ônibus.”

A queda dos volumes de ônibus, por outro lado, é reflexo direto do Programa Caminho da Escola que não vêm correspondendo às expectativas. Segundo Andreta Jr, presidente da Fenabrave, as vendas dos 16,3 mil ônibus licitados pelo Programa ainda nao decolaram, em parte por causa das limitações eleitorais nesse ano e as dificuldades atuais das prefeituras, que impedem de assumirem novos gastos.

Diante desses números, a Fenabrave projetou para cima as projeções do mercado de veículos comerciais para 2024. Nas contas da entidade, os caminhões poderão fechar o ano com alta de 12% nos volumes de licenciamentos. Os implementos rodoviários devem mostrar uma evolução de 10%, enquanto os ônibus talvez acusem variação 0% no ano.

Confira, no quadro abaixo, o desempenho do mercado de veículos no primeiro semestre do ano divulgado pela Fenabrave, incluindo os autos de passeio e motos.

LEIA MAIS: ATE lança o fluído de freio DOT 4 LV para caminhões

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu Nome aqui!