Transporte de produtos biológicos vai aumentar nos próximos anos

Setor deve crescer e empresas buscam especialização

A previsão de crescimento da indústria farmacêutica, em torno de 6% ao ano até 2028, tem como destaque o mercado de produtos biológicos, conforme destacou a última edição do Pharma World Preview.

Em sua maioria, eles são medicamentos termolábeis  considerados de cadeia fria, ou seja, que devem ser mantidos em temperaturas controladas, variando entre dois e oito graus celsius. Diante das suas características, fica clara a necessidade de uma logística baseada em três premissas: planejamento, monitoramento e controle de todos os elos da cadeia.

Para isso, as empresas de transporte precisam se aperfeiçoar e investir em tecnologia. Ricardo Canteras, da Temp Log, empresa especializada em movimentação de medicamentos biológicos, comenta o aumento da procura por esse tipo de serviço.

A procura por serviços logísticos voltados para medicamentos imunobiológicos tem aumentado gradativamente e a Temp Log tem se movimentado para atrair clientes com essa necessidade, devido a sua capacidade e experiência dos seus parceiros regionais na logística de cadeia fria. As nossas ações envolvem, por exemplo, investimentos em tecnologia para acompanhar as exigências solicitadas quanto ao monitoramento da temperatura tanto em nossos armazéns quanto em trânsito”, afirmou o diretor comercial da empresa, Ricardo Canteras.

Entre os clientes da Temp Log nesse nicho estão a Allergan (Abbvie) do segmento de estética, que também utiliza seus produtos para fins terapêuticos, e a Camber Farmacêutica, responsável por importar medicamentos para utilização em hospitais.

“Nosso papel e responsabilidade vão desde o recebimento dos medicamentos em nossos armazéns até a entrega aos hospitais, clínicas e laboratórios que irão utilizá-los, para garantir a integridade e eficácia no tratamento das pessoas”, destacou Canteras ao detalhar todo o processo logístico.

Segundo ele, a maioria dos clientes importa esses medicamentos por via aérea ou marítima. Após o desembaraço aduaneiro, os produtos são enviados ao armazém da empresa pelo modal rodoviário. A partir de então, começam as responsabilidades da Temp Log.

“Analisamos, de acordo com cada tipo de medicamento, a faixa de temperatura determinada e acondicionamos na área de armazenamento adequada. Todo o manuseio, do endereçamento à expedição e entrega ao cliente final, segue as normas das boas práticas estabelecidas pela ANVISA e pelos processos previamente definidos pela nossa equipe de qualidade e operacional”, explicou o executivo.

Já em trânsito até o cliente final, é feito o monitoramento através de sensores e com o auxílio de aplicativos móveis de todos os trechos percorridos para garantir que não haja nenhuma excursão de temperatura e que o medicamento seja entregue sem avarias e com as condições preservadas.

LEIA MAIS: Scapini Transportes aposta no e-commerce para crescer ainda mais em 2023

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu Nome aqui!