Vendas de caminhões retomam curva de crescimento

Movimento de março mostra uma evolução de 18% em relação ao mês anterior, ainda que o acumulado do ano ainda mostre retração de 5,6%

Os licenciamentos de caminhões acusaram uma evolução de 18,28% no mês de março, em comparação ao mês anterior, evidenciando uma retomada desse mercado. Ainda que os emplacamentos mostrem um recuo de 5,6% no acumulado do ano em relação a igual período do ano anterior, o percentual é bem inferior à queda registrada de 14,5% no consolidado de 2023. É o que revela a Fenabrave, que reúne os distribuidores de veículos, com base nos números do Renavam.

O mercado de ônibus, por sua vez, mostrou um avanço quase igual em março (+18,343%), porém, no acumulado do ano a queda foi bem maior que os caminhões. Foram emplacados exatos 5.317 chassis no 1º trimestre do ano, quase 28% a menos que as 7.378 unidades licenciadas em igual período anterior. O resultado é bem diferente do momento vivido em 2023, quando os licenciamentos de ônibus tiveram um incremento de 18,4%.

Otimismo

Em que pese esse cenário adverso, Andreta Jr, presidente da Fenabrave, se mostra otimista com o mercado de ônibus. “Os governos, que são grandes compradores desse tipo de veículo, estão com licitações já realizadas para a renovação de frotas de ônibus. Assim, é provável que, ao longo do ano, o segmento aumente o volume e apresente resultados melhores, fazendo com que as projeções de emplacamentos sejam atingidas”, afirma.

A entidade divulgou ainda os números relativos ao mercado de implementos rodoviários. Os licenciamentos de equipamentos rebocados totalizaram 22,1 mil unidades; 5,8% a mais que as 20,8 mil unidades emplacadas nos três meses iniciais de 2023. “Os implementos mantêm bom volume no início de 2024 e devem encerrar o ano com resultados positivos”, aposta Andreta Jr.

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu Nome aqui!