Maxtrack inicia projeto para neutralização de emissões de carbono em operações de transporte de carga

Realizada em parceria com o Instituto Uaimií, iniciativa trabalhará na criação de um fluxo de compensação de carbono, por meio do plantio de árvores nativas e preservação ambiental

Alinhado à suas políticas de ESG, a Maxtrack deu início ao projeto Carbono Zero, para neutralização das emissões de carbono do transporte rodoviário em suas frotas monitoradas.

Realizado em parceria com o Instituto Uaimií, laboratório de experiências para recuperação de áreas degradadas e preservação ambiental, o projeto trabalhará na criação de um fluxo de compensação de carbono, por meio do plantio de árvores nativas. A iniciativa será desenvolvida a partir de um cronograma, considerando a implementação e operação de transporte, monitoramento e inteligência, plantio e acompanhamento das áreas, garantindo as metas de redução ou compensação de carbono junto às frotas.

A mensuração de consumo de combustível, emissões de CO² e demais cálculos de carbono em toda a frota são realizados pela tecnologia Maxtrack que, com uso de inteligência artificial, é capaz de tornar a condução de motoristas mais eficiente e sustentável. Com a economia gerada, as transportadoras participantes poderão sequestrar os gases poluentes, emitidos durante as operações, com o plantio de mudas nas áreas de preservação conveniadas com o Instituto, localizado em Ouro Preto (MG).

O cultivo, acompanhamento e transferência das árvores para os locais definitivos de criação serão realizados pelo Instituto Uaimií, garantindo toda a rastreabilidade dos lotes compensados e a manutenção dos espaços de criação. Para a execução das ações, a Maxtrack e o Instituto vão promover a criação de um comitê de gestão, em conjunto com representantes dos transportadores. O projeto contará, inicialmente, com uma meta crescente de neutralização, considerando a diminuição de, ao menos, 20% das emissões a cada ano.

“Desde o início de nossa operação, trabalhamos atentos à necessidade de cuidado ambiental em todas as áreas em que atuamos. Este ano, iniciamos algo mais impactante, considerando, especialmente, a grande quantidade de carbono emitida pelo setor de transporte de cargas. Trabalhamos por um mundo mais seguro com o uso da tecnologia e, com o projeto de Carbono Zero, também por um mundo mais sustentável”, explica Gustavo Travassos, fundador da Maxtrack.

LEIA MAIS: VWCO aponta soluções para eletromobilidade no Brasil

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu Nome aqui!