Logcomex lança plataforma integrada ao Portal Único

A ideia é facilitar a transmissão dos dados após a entrada do Novo CCT Aéreo do Portal Único

Logcomex

A Logcomex acaba de lançar uma plataforma que transmite dados direto ao Portal Único da Receita Federal (RF) seguindo os padrões exigidos pela Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA). Destinada exclusivamente aos agentes de carga, a LogConnect CCT, pretende resolver problemas que chegarão com a mudança para o Novo CCT Aéreo do Portal Único (sistema do Portal Único da RF), que acontecerá no dia 2 de agosto.

Atualmente, a documentação dos embarques aéreos é transmitida ao sistema Mantra pelas companhias aéreas. Porém, muitas vezes, a informação é transmitida com atraso, inclusive após a chegada da aeronave em alguns casos.

Com o novo CCT Aéreo, os Agentes de Carga passam a ter a obrigação de informar os dados dos embarques unitários e em seguida vincular os dados das companhias aéreas ao Portal Único. Tudo isso em tempo hábil, antes do embarque acontecer, evitando possíveis penalidades como multas. Este novo módulo, porém, impacta na alteração dos processos e obrigações legais para todos os players envolvidos na operação como companhias aéreas, agentes de carga, aeroportos.

A ideia da empresa é otimizar a rotina destes profissionais com uma plataforma  que possui integração facilitada com o sistema da Receita Federal e que permite a transmissão da documentação de forma simplificada, transparente e segura.

Como funciona?

A plataforma possui interface simples e intuitiva, tendo três etapas como jornada: primeiro, o profissional faz o upload dos dados; a LogConnect CCT faz a transmissão para o Portal Único e o status de cada transmissão pode ser acompanhado pelo usuário na plataforma.

“Estamos felizes de lançar e de proporcionar  mais uma solução da Logcomex, que é de extrema importância para o mercado e profissionais que atuam com comércio global pois além de reduzir e evitar custos extras operacionais, também otimiza o dia a dia das equipes e aumenta a eficiência operacional”, comemora Helmuth Hofstatter, CEO da Logcomex.

Leia também: Transporte aduaneiro não se recuperou 100% após a pandemia

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu Nome aqui!