Acompanhe a Editora Frota
Para prevenir o envio de spam, deixe este campo em branco.

 

Você está aqui

Mobilidade Urbana | sexta-feira, 16/09/2016 11:07

‘Virada da Mobilidade Urbana’ vai discutir aumento da frota de ônibus não poluentes

Evento acontece em São Paulo entre os dias 17 a 23 de setembro de 2016

O Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (IEE-USP) está organizando um workshop em parceria com o Comitê Executivo da Virada da Mobilidade Urbana, que acontece entre os dias 17 e 23 de setembro. O evento abordará o tema das tecnologias de baixo impacto poluidor para ônibus urbanos, visando oferecer subsídios para uma revisão do artigo 50 da Lei 14.933/2009, que estabelece a Política Municipal de Mudança do Clima da cidade de São Paulo.

O artigo 50, não cumprido, impôs a substituição integral da frota de ônibus a diesel até 2018 por alternativas energéticas renováveis, com o objetivo ter o menor impacto poluidor local, especialmente em relação às emissões de material particulado fino cancerígeno. Caberá agora à Prefeitura de São Paulo e à Câmara Municipal, arcarem com o ônus político e jurídico do não atendimento à lei; ou reformularem o artigo 50 a partir de bases técnicas.

O transporte coletivo urbano convencional por ônibus está longe de ser um vilão do meio ambiente. Pelo contrário, ele já é uma alternativa com certo grau de sustentabilidade do ponto de vista das emissões de gases do efeito estufa se consideradas as baixas emissões por passageiro transportado. Além disso, é sustentável em relação ao uso do solo no sistema viário, quando comparado ao transporte motorizado individual, que carrega em média apenas 1,4 passageiros, e no entanto, recebe o maior quinhão dos investimentos públicos.

Na perspectiva ambiental, o transporte coletivo pode ficar ainda melhor com a renovação da frota de ônibus urbanos por veículos movidos a tecnologias e formas de energia mais limpas.

Confira o cronograma da Virada da Mobilidade Urbana.

09h – Abertura
09h30 – Calculadora de emissões reduzidas na substituição de frotas por alternativas mais limpas
10h – O Centro de Pesquisa Inovação e Difusão do Gás (RCGI): projetos na área de transporte e sustentabilidade desenvolvidos por pesquisadores da USP
10h30 – 11h – Coffee break
11h – Chegou a hora dos ônibus elétricos em São Paulo
11h30 – Benefícios ambientais e climáticos e viabilidade técnica e econômica da adoção de trólebus e outras tecnologias de tração elétrica sobre pneus
12h – Tecnologia de Zero Emissão de Fumaça em Ônibus Urbanos em Uso
12h30 – Mesa redonda com perguntas de moderadores
13h – 14h – Brunch Executivo
14h – Soluções Energéticas e Ambientais para o Transporte Público
14h30 – Potencial do biometano no Brasil e seu uso em ônibus urbanos
15h – Biodiesel no Brasil: histórico, aspectos socioambientais, capacidade produtiva e viabilidade técnica/econômica no transporte coletivo”
15h30 – 16h – Coffee break
16h – Alternativas Scania para Mobilidade Urbana Sustentável
16h30 – Eletromobilidade Inteligente
17h – Mesa redonda com perguntas de moderadores
17h30 – 18h30 – Cocktail de encerramento e conclusões

Fonte: Blog Ponto de Ônibus

Deixe seu comentário