Acompanhe a Editora Frota
Para prevenir o envio de spam, deixe este campo em branco.

 

Você está aqui

Entidades | quinta-feira, 26/01/2017 10:35

Setcesp lança Instituto Paulista do Transporte de Cargas

Instituição vai oferecer subsídios técnicos à entidade e atuar como “hub de informações” do TRC

O Setcesp aproveitou as comemorações do 81º aniversário da entidade para anunciar a criação do IPTC – Instituto Paulista do Transporte de Cargas. A iniciativa tem o objetivo de proporcionar maior embasamento técnico aos estudos do sindicato paulista e funcionar como “hub de informações” do TRC.

Para atuar como diretor executivo da instituição, o Setcesp contratou o engenheiro Fernando Miguel Zingler. Formado pela Universidade Federal de Santa Maria com mestrado em Engenharia de Planejamento de Transportes pela New York University Tandon School of Engineering, nos Estados Unidos, Fernando trabalhou no desenvolvimento de projetos de logística regional no Brasil como o PNLT - Plano Nacional de Logística e Transportes e o PELC - Plano Estadual de Logística de Cargas do Rio de Janeiro, e no Departamento de Transportes de Nova York (NYCDOT), onde atuou no planejamento de mobilidade urbana de cargas para a cidade.

Entre outros propósitos, o Instituto vai promover estudos técnicos, pesquisas, workshops, eventos, gestão e análise de dado, além do desenvolvimento de ferramentas e sistemas de interesse do TRC. “Vamos atuar em várias frentes, com destaque para frota e infraestrutura, políticas urbanas, planejamento e uso do solo, multas e acidentes de trânsito”, explica o diretor do Instituto.

Nesse amplo escopo, o IPTC pretende reunir informações mais precisas e abrangentes envolvendo as restrições ao trânsito de veículos de cargas nos centros urbanos, o estacionamento de caminhões nas áreas centrais, os polos geradores de cargas, a implantação das entregas noturnas, o roubo de cargas e as frotas irregulares, entre outras temas de relevância para o setor.

Ainda que o foco do IPTC pareça restrito ao município de São Paulo, a instituição pretende se relacionar com inúmeras outras entidades e setores fora da base territorial da entidade. “A capital paulista é passagem obrigatória de veículos vindos de todas as partes do país. Além disso, o município tem uma forte ligação com as cidades do entorno e muitos problemas comuns, que exigem uma solução compartilhada”, ressalta Tayguara Helou, presidente do Setcesp, em defesa da instituição recém criada.

 

 

 

.

Deixe seu comentário