Acompanhe a Editora Frota
Para prevenir o envio de spam, deixe este campo em branco.

 

Você está aqui

Empresas | segunda-feira, 26/12/2016 10:26

Scania realiza a maior venda do ano do programa de manutenção Premium

Negociação foi feita pela Alpha Máquinas para o cliente Risa S/A, que atua na produção de soja e milho e na fabricação e importação de fertilizantes

Com a venda de 50 programas de manutenção Premium para a Risa S/A, a Scania encerra 2016 com a maior venda de planos dessa categoria no ano. A negociação foi coordenada pela Casa Scania Alpha Máquinas. A Risa atua em todas as fases da produção de soja e milho, do plantio, colheita, transporte e fabricação e importação de fertilizantes, e da venda de adubo.

A frota que vai utilizar todos os benefícios do programa Premium foi adquirida em 2014. São 50 modelos R 440 6x4 que transportam grãos e fertilizantes com composições de nove eixos (rodotrem) e atuam nos Estados do Maranhão, Ceará e Piauí. O destino de 90% das viagens é o Porto de Itaqui, em São Luís (MA). De lá, a soja e o milho são exportados para a China, o principal mercado externo da empresa, e fertilizantes também são importados e transportados para abastecer os três Estados.

“Em 2016, do total de vendas das cinco categorias de programas de manutenção da Scania, a representatividade do Premium chega a quase 30% do portfólio. Ao fazer as contas e analisar tudo o que oferecemos com o programa Premium, os clientes estão percebendo seu real benefício de aumentar a disponibilidade da frota; de transformar gasto fixo em variável”, afirma Fábio Souza, diretor de Serviços da Scania no Brasil.

Para Allan Henrique Gorgen, diretor de Operações da Risa S/A, a aquisição do programa de manutenção Premium foi decidida por conta dos benefícios operacionais e de gestão. “Agora, podemos planejar melhor nossos gastos mensais. O plano também garante a mão de obra da concessionária e desafogará nossa oficina. O uso das peças originais nos traz maior durabilidade do produto, além de garantir maior valor de revenda. Vamos manter a frota rentável por ainda mais tempo”, explica Gorgen.

De acordo com Allan Gorgen, qualquer economia é bem-vinda num momento de dificuldades por qual passa o setor de transportes. “Tivemos perda de faturamento em 2016. Todo custo foi bem calculado durante o ano”, salienta. Por outro lado, o diretor já vislumbra melhores horizontes. “Nossa projeção é produzir 55 mil hectares de soja, colhidos na safra em abril, e de 35 mil hectares de milho, para a safrinha em maio e junho. Poderemos recuperar um pouco do ano difícil de 2016”, projeta. A produção sairá das seis fazendas da Risa (três localizadas no sul do Maranhão e outras três no sul do Piauí).

Fonte: Revista Publiracing

Deixe seu comentário