Acompanhe a Editora Frota
Para prevenir o envio de spam, deixe este campo em branco.

 

Você está aqui

Panorama | quinta-feira, 11/02/2016 11:30

Portos do Arco Norte têm alta na exportação de grãos em 2015

Na comparação com as 13 milhões de toneladas exportadas em 2014, o crescimento foi de aproximadamente 54%
Porto Salvador-BA

As exportações de soja e milho dos portos do Arco Norte, formado por Itacoatiara-AM, Itaqui-MA, Salvador-BA, Santarém e Vila do Conde-PA, embarcaram mais de 20 milhões de toneladas dos grãos no acumulado do ano de 2015. Na comparação com as 13 milhões de toneladas de 2014, os o crescimento foi de quase 54%.

Segundo Marcelo Cabral, diretor de Infraestrutura, Logística e Geoconhecimento para o Setor Agropecuário, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a participação do Arco Norte, que há cinco anos escoava 8% do total soja e milho destinado ao mercado internacional, já alcança 20% dos embarques totais do país.

“Isso mostra o acerto das políticas de incentivos para o crescimento do setor portuário na região, para atender a produção colhida acima do Paralelo 16 (paralelo que está 16 graus ao sul do plano equatorial da Terra)”, destaca Cabral.

De acordo com ele, a proximidade das áreas de produção do Centro-Oeste com os portos do Norte e Nordeste reduz distâncias, com impacto positivo da ordem de US$ 50/tonelada no custo logístico. “Além disso, contribui para aliviar a pressão nos terminais de embarque do Sul e Sudeste, como Santos-SP e Paranaguá-PR”.

As vendas externas de soja e milho atingiram volume próximo a 100 milhões de toneladas em 2015. Os embarques pelo porto de Santos, o maior do País, saíram de 27 milhões, em 2014, para 30 milhões de toneladas desses grãos em 2015. Paranaguá teve crescimento mais discreto, de 17 milhões para 18 milhões de toneladas de soja e milho.

De maneira geral, todos os portos aptos à exportação operaram com volumes maiores que da safra anterior.

Fonte: Portal DBO​

Deixe seu comentário