Acompanhe a Editora Frota
Para prevenir o envio de spam, deixe este campo em branco.

 

Você está aqui

Sustentabilidade | quinta-feira, 25/05/2017 03:48

Parceria com instituto alemão pode aprimorar Programa Despoluir, diz CNT

Entidades e Instituto Fraunhofer IPK discutem projeto para fiscalizar emissão de gases dos veículos
Entidades e Instituto Fraunhofer IPK discutem projeto para fiscalizar emissão de gases dos veículos
Na última quarta-feira, 24, representantes da CNT, do Sest Senat, do ITL e do Instituto alemão Fraunhofer IPK debateram uma parceria tecnológica de aprimoramento do Programa Ambiental do Transporte (Despoluir), em Brasília.
 
O projeto conjunto consiste no monitoramento on-line das emissões de gás de carbônico (CO₂) de caminhões e ônibus no Brasil. Segundo a CNT, a proposta está sendo analisada e pode ser concretizada ainda neste ano.
 
As entidades brasileiras mantêm proximidade com o instituto alemão. Segundo o diretor de assuntos internacionais da CNT, Harley Andrade, o objetivo é atrair investimentos para o Brasil. “Somos inspirados pela capacidade tecnológica desse país sério”.
 
Andrade destacou que a parceria será importante para elevar o Despoluir a um novo patamar tecnológico, além de abrir um leque de possibilidades de parcerias e aplicações futuras no setor de transporte. “Podemos agregar tecnologia aos nossos estudos e pesquisas. Tem muita coisa para ser discutida e aperfeiçoada a partir de novos modelos de negócio”.
 
O diretor-adjunto do Sest Senat, Vinícius Ladeira, explica que os veículos estão saindo das fábricas cada vez mais sofisticados e a tendência, de médio prazo, é que o Programa Despoluir  não consiga realizar a medição da opacidade dos gases de escapamento. “É exatamente onde entra o Instituto Fraunhofer IPK, na busca de alternativas a essa aferição, e o próximo passo é monitorar o CO₂ que esses veículos emitem”.
 
Fonte: Agência CNT de Notícias
 

Deixe seu comentário