Acompanhe a Editora Frota
Para prevenir o envio de spam, deixe este campo em branco.

 

Você está aqui

Infraestrutura | quarta-feira, 28/06/2017 04:18

Investimento público em transportes caiu 6,1% em seis anos, aponta EPL

Aplicação de capital no setor caiu de R$ 19,7 bilhões em 2010 para R$ 18,5 bilhões em 2016
Aplicação de capital no setor caiu de R$ 19,7 bilhões em 2010 para R$ 18,5 bilhões em 2016
O Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil divulgou o Anuário Estatístico dos Transportes, documento da Empresa de Planejamento e Logística com informações sobre os sistemas e a infraestrutura de transportes em geral no Brasil.
 
O investimento público federal em transportes caiu de R$ 19,7 bilhões em 2010 para R$ 18,5 bilhões em 2016, um recuo de 6,1% em seis anos. Quando levado em conta o investimento total, com público somado ao privado, o montante aplicado aumentou 26,5% entre 2010 e 2016. 
 
O investimento privado feito em concessões foi o que mais cresceu no período, passando de R$ 4,2 bilhões em 2010 para R$ 9,8 bilhões no ano passado, ou seja, uma elevação de 133,3%.
 
O diretor-presidente da EPL, José Carlos Medaglia Filho, ressalta que a partir de 2010 a soma do investimento público e privado no setor de transportes parou de crescer e se estabilizou. A partir de 2015, houve redução. O principal fator para a queda, segundo ele, foi a redução do investimento público.
 
“A queda no investimento total no ano de 2015 só não foi maior porque houve aumento do investimento privado no mesmo período, ganhando relevância para a sustentação dos investimentos em infraestrutura de transportes”, finaliza. 
 
Em 2016, segundo diretor-presidente da EPL, o investimento público mostrou pequena recuperação – crescendo 0,61% na comparação com 2015 – e o privado, por sua vez, teve queda de 19,3%, em uma reversão de tendência em relação ao ano anterior. O motivo do recuo do investimento privado, de acordo com Medaglia, foi a incerteza quanto ao retorno financeiro dos investimentos somada à recessão.
 
Fonte: Agência Brasil
 

Deixe seu comentário