Acompanhe a Editora Frota
Para prevenir o envio de spam, deixe este campo em branco.

 

Você está aqui

Empresas | quinta-feira, 24/08/2017 05:01

Foton Caminhões inicia comercialização de seus primeiros veículos produzidos no Brasil

Modelos Minitruck e Citytruck foram desenvolvidos para atender às necessidades de logística urbana e interurbana do país
Modelos Minitruck e Citytruck foram desenvolvidos para atender às necessidades de logística urbana e interurbana do país
A Foton Caminhões iniciou a comercialização ao mercado brasileiro de duas novas famílias de veículos desenvolvidos especificamente para atender às necessidades de logística urbana e interurbana do país. Tratam-se dos modelos Minitruck, de 3,5 toneladas, e do caminhão leve, Citytruck, de 10 toneladas. 
 
Desenvolvidos pela engenharia brasileira em cooperação com a Foton Chinesa, os novos veículos já estão em produção no Brasil com elevado índice de componentes nacionais. A empresa alugou uma linha completa da fabricante Agrale, de Caxias do Sul, RS, para agilizar a nacionalização de seus produtos.
 
O CEO da Foton Caminhões, Luiz Carlos Mendonça de Barros, trouxe a marca para o país em 2010 e destaca que este é um importante marco na história da empresa. “A partir de agora, já temos produtos nacionais e que podem ser beneficiados pelo programa Finame”, diz. 
 
Os novos modelos nacionais são configurados com itens de série como ar condicionado, vidros elétricos, travas elétricas das portas, rádio com MP3/USB, defletor de teto e embreagem servo-assistida. Os veículos são ideias para atender o transporte urbano de cargas mais volumosas e com mais peso.
 
Com itens de segurança e conteúdos exclusivos, os novos caminhões se posicionam na categoria Premium. “Tanto os modelos Minitruck 3.5-12 DT e 3.5-14 ST/DT como o Citytruck 10-16 chegam para estabelecer um novo patamar dos veículos Premium para a distribuição urbana de carga, VUC e transportes de curta e média distância”, diz o gerente de engenharia de produto da Foton Caminhões, Eustáquio Sirolli. 
 
De acordo com o executivo, os transportadores de carga e autônomos poderão agora contar com veículos que oferecem de fato algo a mais: caminhões para obter maior produtividade nas operações, que entregam conforto, economia de combustível, potência e robustez.
 

Deixe seu comentário