Acompanhe a Editora Frota
Para prevenir o envio de spam, deixe este campo em branco.

 

Você está aqui

Balanço | terça-feira, 10/01/2017 11:37

Fluxo de veículos nas estradas concedidas cai 3,6% em 2016

Na comparação com 2015, o Índice ABCR registrou queda de 2,8% para veículos leves e de 6% para pesados

O Índice ABCR apresentou queda de 3,6% em 2016, na comparação com 2015. O índice que mede o fluxo de veículos nas estradas concedidas à iniciativa privada é produzido pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias em conjunto com a Tendências Consultoria Integrada. Nessa mesma base de comparação, o fluxo de veículos leves caiu 2,8% e o de pesados 6%.

“O menor desempenho do fluxo de veículos leves ao longo de 2016 está associado à intensificação do processo de deterioração do mercado de trabalho”, afirma Rafael Bacciotti, economista da Tendências Consultoria. “Por sua vez, o fluxo de veículos pesados fecha o segundo ano consecutivo de retração do indicador. Isso está associado à perda de dinamismo da produção industrial”, ressalta.

Segundo as projeções de Bacciotti, o cenário de lenta recuperação da atividade econômica e do mercado de trabalho deve seguir limitando o desempenho do fluxo de veículos leves nas primeiras apurações de 2017. Já no âmbito dos veículos pesados, Bacciotti destaca que “apesar do dinamismo industrial limitado no curto prazo, espera-se que a estabilização macroeconômica do País com a consequente redução dos juros, melhora na percepção de riscos e retomada da confiança, induza uma moderada recuperação dos setores industriais e influencie positivamente os resultados ao longo de 2017”.

Na comparação com o mês de novembro, o Índice ABCR de dezembro registrou crescimento de 1,0%, considerando ajustes sazonais. Nessa mesma base de comparação, o fluxo de veículos leves aumentou 0,7% e o de pesados 4,8%.

Em relação a dezembro de 2016 sobre dezembro de 2015, o índice total caiu 1,7%. Nessa mesma base de comparação, o fluxo de veículos leves e pesados apresentou queda de 1,3% e 3,5%, respectivamente.

Fonte: ABCR

Deixe seu comentário