Acompanhe a Editora Frota
Para prevenir o envio de spam, deixe este campo em branco.

 

Você está aqui

Utilitários | sexta-feira, 26/01/2018 01:54

Fiat Ducato volta com força total em versão mais atualizada

Veículo importado do México aposta no preço e nos diferenciais, para retomar a liderança perdida no mercado brasileiro

Um ano depois da decisão de suspender a produção no Brasil, o Fiat Ducato está de volta com novo design, mais tecnologia, conforto e uma gama super ampliada. O modelo, agora, passa ser fabricado na planta de Saltilo, no México, onde a Fiat produz para o mercado norteamericano a versão similar batizada de Ram ProMaster. Como o Brasil mantém acordos de livre comércio com aquele país, o novo Ducato chegará livre de impostos de importação, mas sujeito às variações do dólar.

O utilitário italiano que chega ao mercado brasileiro e argentino também é fruto de outro acordo de cooperação - desta vez com a PSA que reúne as marcas Citroen e Peugeot - para o desenvolvimento conjunto do novo utilitário, como forma de reduzir custos e prazos de produção. Por esse motivo, a nova geração do Ducato guarda semelhanças com a Jumper e a Boxer que serão apresentadas pelas marcas francesas ainda esse ano, como já ocorria com os veículos fabricados até 2016, na planta da Iveco em Minas Gerais.

“O novo Fiat Ducato oferece um total de 13 diferentes versões, sendo cinco do modelo Cargo; outras cinco na configuração Minibus; duas no formato Multi, própria para transformações, além da grande novidade: a nova versão Chassi Cabine, que introduzirá o Ducato no forte segmento de transportes de cargas e implementações diversas”, ressalta Juliano Machado, gerente de marketing da FCA, detentora da marca Fiat.

Motor e transmissão

O conjunto mecânico do Novo Ducato não sofreu grandes mudanças em relação à versão anterior, mas incorpora algumas melhorias. O motor F1A 2.3 turbodiesel com sistema EGR, produzido pela FPT na fábrica de Sete Lagoas (MG), ganhou 3 cv de potência e 0,5kgfm de torque e agora alcança 130 cavalos (a 3.600rpm) e 32,7 kgfm de força (a 1.800 giros). A transmissão manual PSA, por sua vez, vem com uma sexta marcha que colabora para um menor consumo de combustível em relação ao modelo anterior (10% a menos, segundo a fábrica) e de emissões, além de um maior conforto ao dirigir. A montadora manteve a tração dianteira no modelo e aumentou para 90 litros a capacidade do tanque de combustível.

As linhas exteriores do novo Fiat Ducato ganharam um ar de modernidade, mais próxima do modelo europeu, com destaque para a nova grade frontal, que se sobressai em relação ao capô. A porta lateral corrediça, oferecida apenas do lado direito, ganhou novas guias de deslizamento para facilitar a abertura, enquanto as portas traseiras – agora com friso de proteção na parte inferior - abrem em até 270° e são de série em todas as versões.

A cabine foi completamente renovada para garantir mais espaço, conforto e isolamento acústico. As principais mudanças ocorreram no aumento do comprimento, no banco do motorista e na inclinação do volante. A visão da cabine também ganhou mais amplitude, em função do grande para-brisas e outras modificações no habitáculo. Já o volante conta agora com opção de comandos de áudio, para que o motorista não precise afastar as mãos. E o quadro de instrumentos com computador de bordo multifuncional e o painel dividido em módulos ficaram mais organizado. O sistema de climatização também recebeu melhorias, resultando em um funcionamento mais rápido e eficaz.

Itens de segurança

A suspensão dianteira do Fiat Ducato 2018 conta com rodas independentes e travessa completamente nova presa à carroceria. A traseira recebeu molas fixadas à estrutura e um eixo rígido, equipado com molas longitudinais calibradas para cada versão e uso específico. A melhor adequação da suspensão do veículo às condições de piso brasileiras também proporcionou, segundo o fabricante, uma redução de 30% no desgaste dos pneus. Em reforço à segurança, o utilitário vem ainda com freios a disco nas quatro rodas e controles eletrônicos de tração e de estabilidade. Outra novidade do modelo é a oferta da função Hill-holder como ítem opcional, ou assistente de partida em rampa, que segura o veículo por três segundos para evitar o seu recuo em trecho íngremes. 

A nova geração do Ducato oferece mais espaço para cargas e passageiros, graças as suas dimensões ampliadas. Nas versões com entre-eixos curto o modelo é 16 cm mais longo; com entre-eixos médio é 26 cm maior e nas de medida longa tem 34,5 cm a mais. O utilitário também cresceu em altura: com o teto baixo ganha até 10 cm e com teto alto, 5 cm. O Fiat Ducato 2018 ainda é 6 cm mais largo do que antes. Também apresenta 7 cm extras na largura traseira e 9 cm na dianteira, proporcionando aumento de 15% da área de carga, além de peso máximo autorizado 250 kg maior nas versões envidraçadas, Multi e Minibus – chegando a 3.750 kg.

Acessórios e serviços

Para completar, o Fiat Ducato 2018 oferece uma lista de acessórios desenvolvidos pela Mopar, empresa do grupo que fornece soluções em peças e serviços para os clientes da marca. O portfólio com 29 componentes inclui retrovisor central com câmera de ré, engate removível para reboque, iluminação em LED e muitos outros opcionais. No campo dos serviços, destaque para o programa Mopar Vehicle Protection, que oferece quatro pacotes de assistência e manutenção. O primeiro é a Garantia Estendida, única na categoria, que oferece cobertura plena ou parcial de até 2 anos, para qualquer defeito de fabricação. Depois vem a Revisão sob Medida, com pacotes de duas a cinco revisões programadas, além dos Serviços de Conveniência, que englobam pacotes de manutenção tabelados. Por fim, o Ducato conta, ainda, com a Assistência 24h, abrangendo os benefícios de reboque, socorro mecânico e serviços complementares. Os vários combos de serviços têm preços fechados e estão disponíveis tanto para pessoa física quanto jurídica, seja qual for a quantidade de veículos. Todos os custos podem ser incluídos no financiamento do veículo, desde que contratados previamente. 

Em relação ao preço, a Fiat posicionou o modelo em uma faixa bastante competitiva frente aos principais concorrentes, na tentativa de colocar o veículo de volta ao topo do pódio. Vale lembrar o Ducato acumula nada menos que 14 troféus do Prêmio Lótus como “Furgão do Ano”, em reconhecimento à liderança conquistada pelo modelo no mercado brasileiro de veículos utilitários. “Na versão chassi cabine o preço parte de R$ 108.500. No minibus chassi longo inicia com R$ 151,900; no furgão curto, R$ 111.900 e na versão Multi, exatos R$ 131.100”, explica Paulo Goddard, gerente de vendas da FCA, confiante na boa aceitação do produto e na força da rede de revendas, que totaliza 200 postos em todo o Brasil. O executivo projeta vendas de 6 mil unidades da Ducato ainda em 2018, sendo 3 mil para a versão Minibus; 1.800 para o Furgão e 1.200 na versão chassi cabine.

Deixe seu comentário