Acompanhe a Editora Frota
Para prevenir o envio de spam, deixe este campo em branco.

 

Você está aqui

Infraestrutura | quarta-feira, 12/04/2017 03:45

Caminhões realizam tráfego irregular após paralisação de obra em SP

Reparo nas marginais do Chá e Cavalos, em Itapetininga, descumpriu leis ambientais
Reparo nas marginais do Chá e Cavalos, em Itapetininga, descumpriu leis ambientais
A construção de uma ligação entre as marginais do Chá e dos Cavalos em Itapetininga, São Paulo, foi interrompida em fevereiro deste ano por desrespeito à legislação ambiental e caminhões fazem travessia proibida em ruas paralelas. 
 
O problema é que a passagem desses veículos é proibida no local. Caso o motorista opte por respeitar as leis de trânsito e não corte caminho nas ruas proibidas, ele deve dar voltas nas marginais para chegar ao outro ponto.
 
A via faz a ligação da Marginal dos Cavalos com a Avenida Cinco de Novembro, próxima à Marginal do Chá. Ela seria construída na obra de revitalização na Marginal dos Cavalos, que começou em 2016. A marginal chegou a ser revitalizada, mas a interligação parou de ser construída pelo embargo, ou seja, a obra não está 100% completa.
 
O gerente da Cetesb em Itapetininga, Hederson Carlos Fernandes, explica que a Prefeitura fez uma intervenção em Área de Preservação Permanente [APP] sem autorização do órgão ambiental. No local existe um corpo d’água, um rio, cuja APP é de 30 metros. 
 
“A Prefeitura deveria, para a realização dessa obra, respeitar esses 30 metros. No caso, ela entrou em parte desses 30 metros e por este motivo foi considerado uma infração à legislação ambiental e resultou no embargo da obra”, diz. 
 
Segundo Fernandes, para a continuidade da obra, a Prefeitura deve regularizar a obra por meio da obtenção da autorização do órgão ambiental, a Cetesb, ou optar pela recuperação da área onde foi feita a intervenção. 
 
Fonte: G1
 

Deixe seu comentário