Acompanhe a Editora Frota
Para prevenir o envio de spam, deixe este campo em branco.

 

Você está aqui

Mobilidade Urbana | segunda-feira, 28/11/2016 11:43

Brasileiros percorrem 16 km para chegar ao trabalho, aponta pesquisa

Em parceria com o Ibope/Conectaí, a Alelo realizou um levantamento sobre mobilidade com usuários de transporte público e privado

A Alelo, empresa que atua no setor de benefícios e cartões pré-pagos, realizou em parceria com o Ibope/Conectaí, a Pesquisa Mobilidade Alelo. O objetivo do levantamento é entender o perfil dos usuários de transporte público e privado, quanto gastam e o que fazem nesse trajeto.

Segundo o levantamento, em média 63% dos trabalhadores das principais capitais brasileiras demoram cerca de 40 minutos para se deslocarem de casa até o trabalho. Se contarmos os 22 dias úteis do mês, são mais de 13h em trânsito. Por ano, são 6 dias e meio para chegar ao destino. Já a distância percorrida para 65% das pessoas não ultrapassa os 20 quilômetros. Por dias úteis são 440 km, e por ano, representa 5.280 km rodados. O que significa dois dias de viagem entre Florianópolis e Boa Vista.

Em Porto Alegre, por exemplo, cidade na qual os trabalhadores perdem menos tempo no trânsito: a distância percorrida é de até 13,6 quilômetros e o tempo fica em torno de 29 minutos para chegar ao trabalho. Em Goiânia, as pessoas percorrem até 13,7 quilômetros e o tempo médio de deslocamento é de 31 minutos. Já em Curitiba, a média de quilômetros é de 13,7 e a distância fica em torno de 33 minutos.

O gasto médio diário com transporte público ou privado para ir e vir do trabalho é de R$ 9,50, considerando os 22 dias úteis, a média mensal será de R$ 209. Os trabalhadores cariocas são os que desembolsam o maior valor para trabalhar, cerca de R$ 10,90 por dia e R$ 240 por mês, enquanto que os de Recife têm o menor gasto sendo R$ 7,90 por dia e R$ 174 por mês. Já o gasto médio mensal para quem trabalha de carro é de R$ 199, desconsiderando manutenção, desgaste, seguro e estacionamento. Para quem usa moto, são R$ 107 e fretado R$ 116. Quem opta por trabalhar de táxi, o valor fica em torno de R$ 182.

Essa é a primeira edição da Pesquisa Mobilidade Alelo. Nos últimos anos, a empresa tem investido em estudos para compreender ainda mais o dia a dia do trabalhador brasileiro como as duas edições da Pesquisa Hábitos Alimentares do Trabalhador Brasileiro e a Pesquisa para saber sobre as preferências para o Natal.

Deixe seu comentário