Acompanhe a Editora Frota
Para prevenir o envio de spam, deixe este campo em branco.

 

Você está aqui

Conjuntura | quarta-feira, 21/09/2016 11:48

Brasil e Paraguai negociam acordo automotivo ainda em 2016

Equipes técnicas negociadoras dos dois países devem se encontrar nesta quarta-feira, 21, para dar sequência aos diálogos

O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, e o ministro da Indústria e Comércio do Paraguai, Gustavo Leite, firmaram nesta terça-feira, 20, o compromisso de avançar na construção de um acordo automotivo entre os países. A ideia é que ele seja concluído ainda este ano. O encontro foi promovido pelo embaixador paraguaio, Manuel Maria Cáceres.

Outra iniciativa que deve ser concretizada ainda em 2016 é a implantação do Certificado de Origem Digital (COD), nos moldes do acordo celebrado no mês passado com a Argentina. O objetivo é facilitar a vida das empresas brasileiras e paraguaias no intercâmbio bilateral, com redução de custos e prazos para emissão de certificados de origem.

Em vista da importância do acordo entre Mercosul-União Europeia, o ministro Gustavo Leite reafirmou a disposição do Paraguai em avançar nas negociações. Marcos Pereira espera que no próximo encontro do Comitê de Negociações Birregionais, marcado para a segunda semana de outubro, em Bruxelas, haja avanços significativos.

No primeiro semestre de 2016, a corrente de comércio entre Brasil e Paraguai foi de US$ 1,5 bilhão, queda de 11% em relação ao primeiro semestre do ano passado. Atualmente, o país vizinho ocupa apenas a 24ª posição como destino das exportações brasileiras.

Gustavo Leite afirmou que cabe ao Brasil a liderança regional por seu tamanho e por sua força. Ele também destacou que o país passa por grandes transformações econômicas e sociais e que há grande potencial para acordos comerciais. O ministro paraguaio convidou Marcos Pereira para uma visita ao país.

“O fortalecimento da relação com o Paraguai, bem como todo todos os países do Mercosul, mostra que a região vive um novo momento e que é preciso aproveitar todas as oportunidades de negócios”, disse Marcos Pereira. Para Gustavo Leite, “um bom acordo é aquele em que todos ganham”.

As equipes técnicas negociadoras dos dois países devem se encontrar nesta quarta-feira, 21, para dar sequência aos diálogos.

Fonte: MDIC     

Deixe seu comentário