Acompanhe a Editora Frota
Para prevenir o envio de spam, deixe este campo em branco.

 

Você está aqui

Blog de Geraldo Vianna

Quem semeia vento...

ter, 03/15/2016 - 00:00

Na semana passada, uma notícia passou quase despercebida – em meio a tantos acontecimentos políticos que empolgam a atenção da sociedade brasileira nos últimos tempos. Ela veio de Chicago (Illinois, USA), terra de vento gelado, que sopra do Lago Michigan, divisa com o Canadá. Mas o tempo esquentou por lá.

Muita calma nessa hora...

ter, 03/08/2016 - 00:00

Analisar com isenção os acontecimentos, deixar a intuição fluir livremente (e acreditar nela) é, muitas vezes, mais revelador do que qualquer informação privilegiada. No último sábado, 5 de março – em meio às discussões que se seguiram ao episódio da condução coercitiva do ex-presidente Lula, postei o seguinte comentário no grupo de whatsapp NTC&L, do qual participam algumas das principais lideranças do TRC:

Educação: transporte para o futuro

ter, 03/01/2016 - 00:00

O slogan que serve de título a esta matéria foi lançado há muitos anos pelo Sindicamp (Sindicato das Empresas de Transporte de Carga de Campinas e Região), sob a presidência do amigo Valter Boscato. Tempos depois, a CNT (Confederação Nacional do Transporte) utilizou-o em diversas ações. Eu mesmo lancei mão dele em palestras que andei dando sobre o tema, que sempre foi uma das minhas maiores preocupações.

Ainda as concessões rodoviárias

ter, 02/23/2016 - 00:00

Em agosto do ano passado, escrevi um longo artigo, dividido em quatro capítulos, sob o título “PPPs, concessões e futuro”, que continuam disponíveis no blog. A sua motivação foi o excelente “Plano CNT de Transporte e Logística – 2014 (5ª Edição)”, que fez um inventário rigoroso das nossas carências nesta área, para concluir, de forma objetiva e certeira, que: “uma significativa parcela da infraestrutura de transporte, em todas as modalidades, encontra-se obsoleta, inadequada ou ainda por construir.

Como nos velhos tempos

ter, 02/16/2016 - 00:00

Entramos no segundo ano do segundo mandato da presidente Dilma Rousseff e continuam correndo paralelamente dois movimentos que visam a retirar a presidente do cargo: o impeachment, que levaria o vice-presidente, Michel Temer, a assumir a presidência e a exercê-la até o final do mandato, em 31 de dezembro de 2018, e a cassação do mandato, via Justiça Eleitoral, por irregularidades no financiamento da campanha, o que, em tese, implicaria a cassação da chapa eleita, vale dizer da presidente e do seu vice.

A CPMF “fora da caixa”

sex, 02/12/2016 - 00:00

O país acompanha, em suspense, as gestões do governo federal para recriar a CPMF, apresentada como condição indispensável ao reencontro do equilíbrio fiscal, não só no plano da União, mas também no âmbito das Unidades Federativas – todas em situação difícil e algumas em estado pré-falimentar.  Um tributo sempre muito criticado pelos especialistas, transformou-se, de repente, na única solução para a gravíssima crise fiscal em que nos enredamos.

Como previsto, os juros arruinaram a relação dívida/PIB

qua, 02/03/2016 - 00:00

Saí de férias, mas a crise não. Se o governo teve um refresco na pauta do impeachment – que tende a esquentar novamente nos próximos dias, com o fim do recesso parlamentar – a economia não deu refresco ao país, e continua produzindo más notícias todos os dias. Já a Lava Jato segue o seu script, mais ou menos previsível, tendo como grande alvo, agora, o ex-presidente Lula. Tudo como dantes, só que cada vez mais complicado...

O STF cumpriu o seu papel

ter, 12/22/2015 - 00:00

O bom funcionamento das instituições republicanas pressupõe a atuação independente e harmoniosa dos três poderes. Mas geralmente não é assim. Já vivemos épocas de intensa hipertrofia do Executivo (como na ditadura Vargas e nos governos militares, por exemplo) ou do Legislativo (como nas fases de redemocratização e nos processos constituintes).

No meio do caminho há uma pedra

ter, 12/15/2015 - 00:00

Nesses tempos difíceis, em que os nervos andam à flor da pele, a racionalidade se torna escassa. Não espere que pessoas de bem, normalmente equilibradas e sensatas, sequer entendam o que você diz, se o que você diz colide com o mainstream, que arrasa o bom senso e tudo o que se lhe anteponha, como águas de março, fechando o verão. [A referência ao mês de março não é casual.

Entidades de classe: o que elas podem e não podem fazer

ter, 12/08/2015 - 00:00

Se há algo que tenho obrigação de conhecer bem é o funcionamento das entidades de classe, sobretudo as do TRC. Afinal, vivo intensamente esse ambiente desde 1976, quando – com Roberto Mira e alguns outros poucos remanescentes – participamos de uma histórica disputa pela presidência do SETCESP, entre o candidato à reeleição Aristóteles de Carvalho Rocha e o de oposição, Sebastião Ubson Carneiro Ribeiro. E, desde então – lá se vão 40 anos –, nunca mais deixei de atuar na vida associativa do setor.

Páginas